quinta-feira, 27 de abril de 2017

Meta de relacionamento: Ser você mesmo!

As pessoas hoje em dia estão com o vício de falar:

 "meu otp, minha meta de relacionamento".

Isso me dá um pouco de angustia pelo simples fato das pessoas se projetarem ou projetar seu relacionamento atual/ futuro em pessoas -que muitas vezes- nem conhecem.

Primeiro que nem deveríamos ter metas fantasiosas para os nossos relacionamentos, e segundo, que todos os casais tem problemas, fragilidades, defeitos... Tudo muito único pra idealizarmos algo.

Achar um casal bonito, ou harmonioso é normal; Mas o que anda ocorrendo é que as pessoas acabam cobiçando relações que elas desconhecem e que nem ao menos sabem se seriam boas pra si.

Muitas vezes vê alguém que sempre esteve ali, mas depois que se tornou parte de um "casal perfeito" já começa a delirar e se questionar porque não investiu ali antes.

Se seu relacionamento não está bom, se reinvente. O que não podemos fazer é nos pautar em outrem para tentar nos salvar ou nos encontrar.

Escolhas do casal são feitas como parcerias; Se numa relação só você quer algo que te realize, procure outra pessoa que olhe na mesma direção que você. Mas tenha certeza que VOCÊ quer por si mesmo, não porque foi assertivo em outro casal.

Nós somos da geração que se está na internet é verdade;

Se é notável no instagram, eu também preciso;


Se existe um casal perfeito, quero um ser também!

Mal sabemos que ser feliz do jeito que quiser, com verdade, sem parâmetros 
sem aprovações... 
É a melhor meta de relacionamento consigo mesmo que se pode ter.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

O amor não é composto por palavras bonitas em redes sociais

É o cuidado com as palavras no dia-a-dia;
É observar os sentimentos do paceiro;
É também zelar pela relação a dois.
É observar, rever, ampliar.

É perceber nos pequenos gestos o que é importante para o outro;
Preservar o seu eu e o do outro;
Não se revelar outra pessoa.

Lembrar sempre do começo da relação.
Lembrar do que faz o outro feliz.

Não deixar pormenores serem maiores.

Vigiai e orai.

Afinal, quem disse que o amor era fácil?

domingo, 5 de março de 2017

As (in)constâncias da vida

Não paro de admirar como a vida é bela e louca.

Em um dia temos certezas absolutas, noutro já nem as temos.
Eu olho fotos de algumas pessoas e nem as (re)conheço mais
Mas em um passado próximo eram minhas companhias fiéis;

As necessidades mudam sem você perceber.

Às vezes você e uma multidão tem coisas em comum
Mas se encontram em momentos diferentes...
E quer saber? Tudo bem pra você também.


Você piscou e sua vida girou 360 graus.

O que era prioridade pra você, hoje está em segundo plano.
E descobrir coisas novas (talvez necessárias) é ótimo!
Acho que isso é clichê, mas precisamos relembrar.

Você agora é feliz com coisas, antes, (in)comuns. 

Percebe que os "parênteses" abertos provisoriamente
Podem ficar na sua história por mais tempo sim...
E que faz bem arriscar mudar de ares ou de opinião.

domingo, 18 de dezembro de 2016

Tenha um alma cheia de coisas bonitas

As pessoas são diferentes.
Elas irradiam uma luz própria, só delas.
O que nos diferencia é a luz que irradiamos;

Somos únicos. 

Enquanto o mundo não entender isso;
As pessoas vão semearem o ódio ao invés do amor, a amargura ao invés da benevolência e as coisas vão continuar bem obscuras por aqui.

Não tenha vergonha de ser quem você é!

Tanto pela aparência, pela sua personalidade... Ou até mesmo pelo seu estilo de vida.
Cada um transmite a beleza por ser o que é.  Diferentes em sua essência.

Pratique a empatia.

Pense no próximo. Não emita palavras só para magoar ou ofender alguém;
Ajude quando puder ajudar, escute somente o quanto puder ouvir.

Seja você!

Sem vergonha, sem temer, sem se rebaixar.
Tenha orgulho da sua família e das suas escolhas;

Tenha uma alma florida.

E só aceite em sua vida quem também tenha e saiba te enxergar  

domingo, 4 de dezembro de 2016

Amor tranquilo é o caralho

A gente não quer a "sorte" de um amor tranquilo, tampouco com sabor de fruta mordida.
A gente quer mesmo é um amor com emoção e bem agridoce.
Talvez com a medida certa. Nada tão certinho, nem perturbado.

Por mais "bora ali viver?" do que "vem aqui ver netflix".
Queremos mesmo é viver, lá fora (da casinha).
Não fazer da chuva e da falta de grana uma desculpa.

A gente não precisa de muito não;
Um pouco de criatividade e boa vontade já transforma o dia.
Ou melhor, transforma qualquer relação.

Que nos soltemos das amarras, dos meio amores mornos;
Da rotina, das mesmas falas, dos mesmos planos...
O tempo passa e o futuro é logo na esquina.

Então, e aí, topa ir comigo?
Pra qualquer lugar?
Pra conhecer seu próximo amor?


segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Silenciei meus olhos por você

Gostava do jeito que a sua tatuagem se encontrava com a minha.
Como seu beijo encaixava no meu.
Do fato de qualquer tempestade virar raio de sol quando estávamos juntos.
Da sensação de saudade mesmo na chegada com um simples abraço.
Da despedida ser demorada e apertada.
De abrir meu olhos toda manhã e ver seu bom dia nas minhas notificações.
Mas depois, o olá se proximava mais do adeus.
O riso já não era tão mais fácil, e sim o choro.
O bom dia já não era mais frequente.

Então me dei conta de gostar de estar apaixonada, mas não sei se por você exatamente. Talvez apaixonada pelo sentimento em si. Foi aí que finalmente consegui te enxergar, e realmente nada era tão belo assim.

Ficou só na minha cabeça. E assim foi.

domingo, 23 de outubro de 2016

Não tem idade, nem estilo musical

Não tem idade para sentir o coração doer.
A diferença é que quando ficamos mais velhos pensamos que pode ser um possível piripaque.
Brincadeiras a parte, cheguei a pensar que conforme a idade não sofreríamos por mais ninguém.
Na verdade, sentimos e expressamos de maneira diferente.
Acho que ate mais, encaramos a situação de outro jeito.
Na verdade mesmo o que dói não é nem o término, não é nem a falta que a pessoa possa vir a fazer.
É sim a surpresa, ruim no caso, a pessoa em questão trair sua confiança...
O que dói é o sentimento de ter se entregado pra uma pessoa que você nem ao menos conhece verdadeiramente. Ou melhor, que você pensava conhecer.
As pessoas mudam, é fato, mas você nunca quer que elas mudem pra pior.
O mundo já está cheio de pessoas sem sentimentos, pra que ser mais uma?
Falta sentir mais, viver mais, respeitar mais, se entregar mais.
Quando se está com alguém, deveríamos no minimo, resgatar o melhor que temos pra agregar junto a pessoa, e construir algo solido.
Mas não é bem assim que acontece.
As pessoas vivem um ciclo de serem magoadas e, por consequência, magoar quem vier depois.
Pela logica deveria ser ao contrario, ser magoado e não querer isso para outrem.
Não é atoa que sertanejo faz tanto sucesso no nosso país.
Quer coisa melhor numa fossa do que colocar Marília Mendonça, Naiara Azevedo e Maiara e Maraisa no último volume?
Resolver não resolve, mas é aquele ditado, quem canta seus males espantam né?