quarta-feira, 24 de junho de 2015

Ele(a) quer paz também.

Vejo as pessoas esbravejando aos quatro ventos que não encontram a paz em ninguém.
E realmente, pode continuar procurando que não vai encontrar.
Antes de estar com alguém é necessário estar em paz consigo mesmo.
Se dar aquele tempo hábil de expulsar todos os demônios e fantasmas que ainda possam existir.
Você não deve ficar procurando, mas se achar, valorize alguém que não tire a sua paz.
É isso mesmo, ninguém pode se sentir obrigado a dar paz pra ninguém, mas não tirá-la é quase um dever.
Não tem coisa pior que estar ao lado de alguém que faz de você o que quer e sabe muito bem onde te afetar. Não tem coisa pior que estar ao lado de alguém que não te valorize.
Que só está ao lado, não dentro. Não tá nessa com você. Seja lá o que "nessa" signifique.
Não tem coisa mais desagradável do que você reservar um dia com a pessoa e ela já estar programando o próximo encontro ou rodando o Tinder (e ainda te contar quem andou achando por lá).
Aliás, não tem coisa pior do que estar com alguém que te enche de perguntas já sabendo as respostas.
Ou melhor, que as ocasionou e que se você compartilhar, ainda vai ser considerado o culpado de estragar tudo por querer pelo menos um pouco de respeito.
Agora me diz como se obter paz, se não a cultiva?
Como exigir do próximo algo que não se designa a si próprio?
Pois então, queira perto quem te desafia, mas que não te deixe cheio de dúvidas.
Aliás, comece querendo alguém. Sendo esse alguém também.
Um passo e uma pessoa de cada vez sabe?
Já é um bom começo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário